quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Pizza de calabresa

Na semana passada estive na Espanha a trabalho durante 3 dias. Mas nada de Madrid, Barcelona... era uma cidadezinha no norte da Espanha, na província da Navarra, a umas duas horas da fronteira com a França. O pessoal que nos recebeu por lá era muito simpático e em uma das noites fomos juntos jantar em um restaurante típico, para que pudéssemos conhecer os pratos daquela região. Um destes pratos era uma entradinha – um “tapa”, como dizem os espanhóis – que consistia basicamente em um legume estranho que, segundo o que me explicaram é típico da região (sorry, vou ficar devendo o nome!) preparado com um molho a base de creme de leite.

A estas alturas vocês devem estar se perguntando o que raios isto tudo tem a ver com pizza de calabresa. Pois bem, já chego lá. Quando o tal “tapa” chegou e estávamos experimentando, um dos espanhóis me contou que ele tinha morado durante 3 anos na Alemanha, e que durante estes 3 anos às vezes ele ficava com uma vontade maluca de comer o bendito legume, coisa que ele achava muito estranha porque antes ele nunca tinha dado muita bola – ok, antes ele achava o negocinho gostoso, mas não era O melhor-prato-do-universo-meu-favorito-queria-comer-isso-todo-dia. E de repente, na Alemanha, era do que ele mais sentia falta em relação a comida.

Aí eu fiquei pensando que realmente este fenômeno esquisito deve acontecer com grande parte das pessoas que moram fora de seu país. Comigo, em todo caso, acontece. Com duas coisas: pizza de calabresa e coxinha. Poderia ser com feijão, coisa que eu comia praticamente todo dia no Brasil, mas não. Quando vem vontade maluca, é de pizza calabresa ou coxinha.

A minha explicação para isto é a dificuldade: tudo que é difícil é mais gostoso. Feijão vende na Coisas do Brasil, lojinha brasileira onde eu vou de vez em quando comprar umas coisitchas. Ou seja, mesmo se eu não tiver mais feijão em casa, é só ir na lojinha que lá tem. Coxinha eles tem também - na teoria. Na prática, em todas as vezes em que fui lá, não tinha. Coxinha tem com certeza  nos restaurantes brasileiros em Paris. Mas não dá para ficar indo em restaurante quando dá os 5 minutos, ainda mais nos restaurantes brasileiros que vivem lotados e tem que reservar, e ainda por cima a coxinha faz parte de uma porção de uns 6-7 mini salgadinhos e que custa uns 9 euros mais ou menos. Ou seja, coxinha já é bem mais complicado para comer. (Existe também a possibilidade de fazê-las -o que também é extremamente trabalhoso. Devo tentar isto em breve porque o Philippe, amigo francês que estudou na Unicamp, está doidinho para se empanturrar de coxinha)

E aí, finalmente, eu chego na pizza de calabresa. Não tem calabresa na Coisas do Brasil, e nem em nenhuma das outras lojinhas brasileiras que tem em Paris. Já liguei em todas para perguntar. Já perguntei na Coisas do Brasil e eles dizem que não importam mesmo. Não vi no cardápio de nenhum dos restaurantes brasileiros em que já fui. Ou seja, até segunda ordem, não tem calabresa para vender na França.E por isso pizzas como esta aqui embaixo, que eu fiz outro dia, é só quando alguém traz o “contrabando” na mala para mim:


Algo tão raro, só pode ser mesmo muito gostoso, não ?!


P.S. Se você ficou curioso com os produtos brasileiros que são vendidos aqui na França, clique aqui para entrar no site da Coisas do Brasil.
P.S.2 Se alguém que estiver na França souber de algum lugar que tenha calabresa, esta informação vale euros! hahaha

5 comentários:

Taciana disse...

Que engraçado, fér, com tantas linguiças e embutidos aí na França, ou perto na Alemanha, vc sente saudade de pizza de calabresa??? hahahahah

Depois quero só ver a "cara" dessas coxinhas para o tal do Francês. Sorte dele que tem a fér, mestre gastronômica!!!!

bjs

Conceição disse...

Hummmm..... acho que tenho alguma coisa a ver com essa pizza.....ainda bem que acharam a minha mala e que calabresa vem embalada a vácuo né filhinha...beijão

Larissa disse...

Legal esse site de coisas do Brasil.... Seda faz sucesso por ai???

Paulinha disse...

Nossa, taí uma coisa pra eu nunca sentir saudade... calabresa! Hehehhe...
Puxa, nem vou dizer do que eu sentiria saudades, pra não dar idéia! Heheheh... msa naõ seria calabresa meeesmo!

bjs

disse...

oi fernanda!
descobri seu blog ontem e estou lendo os posts qd chego neste. e poxa, justamente a pizza de calabresa e as coxinhas que me fazem tanta falta também! :D morro de saudades, salivo pensando numa pizza quentinha, com muito queijo, cebola e calabresa! saudades das coxinhas é bem simples de resolver, mas a bendita calabresa não, né! e dale contrabando! hehehe! bjs!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...